[EF Rio do Ouro] Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Fórum para postagem de informações, dados e registros sobre o trecho entre as estações de Belford Roxo e a Represa, na linha original da ferrovia que funcionou entre 1876 e o início da década de 1970
Responder
renanfsouza
Usuário Ouro
Mensagens: 124
Registrado em: 04 Ago 2012, 14:48

[EF Rio do Ouro] Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Mensagem por renanfsouza » 13 Jun 2014, 09:04

Estrada de Ferro Rio do Ouro - Trecho de Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Quando eu e Guilherme saimos da Estação Belford Roxo, fomos à procura da primeira estação desativada do trecho: Estação Areia Branca.

A Estrada de Ferro Rio do Ouro foi aberta para transportar empregados e materiais para a construção de um aqueduto que abasteceria parte do Rio de Janeiro com as águas do Rio do Ouro e outros mananciais da Região do Tinguá. Assim sendo, como a ferrovia em si foi literalmente destruida após sua desativação e os trilhos se foram, nos guiamos por informações de moradores e por trechos onde o aqueduto está no nível da rua, visto que a informação que tínhamos é que o aqueduto margeava perfeitamente a ferrovia.

Em Belford Roxo havia saida para dois ramais da Estrada de Ferro Rio do Ouro: Ramal de Jaceruba e Ramal de Xerém. Brevemente seguimos algo que nos parecia um leito ferroviário, contudo, perguntando a moradores aonde se localizava o bairro Areia Branca, nos demos conta de que estávamos seguindo o leito errado: o do Ramal de Xerém.

Então, fazendo o caminho de volta finalmente encontramos o caminho certo e após uma caminhada de mais ou menos 20 minutos encontramos o bairro de Areia Branca por volta das 9:00.

Perguntando para moradores mais antigos aonde se localizava a antiga estação, da qual dispúnhamos de pouquíssimas informações, fomos informados que ela foi demolida em 1996 com as obras de urbanização promovidas pela Prefeitura de Belford Roxo. Hoje, no lugar da estação existe uma praça.

Foto 1: Praça em Areia Branca. Segundo informações de moradores a estação se localizava exatamente ai
Imagem

Com informações de moradores, partimos para Heliópolis - o próximo bairro cortado pela Estrada de Ferro Rio do Ouro.

Foto 2: No caminho nos deparamos com uma pequena ponte ferroviária sobre um córrego, ainda no bairro de Areia Branca
Imagem

Foto 3: Córrego
Imagem

Foto 4: Tubulação do aqueduto
Imagem

Foto 5: Trilhos fincados à margem do córrego
Imagem

Após mais uma breve caminhada de mais ou menos 20 minutos atingimos o local da antiga Estação Heliópolis. Assim como Areia Branca, com obras de urbanização a estação foi demolida e hoje em seu lugar existe um campo de futebol, numa imensa praça no centro de Heliópolis.

Foto 6: Brinquedos da praça em Heliópolis
Imagem

Foto 7: Campo de Futebol. Aqui se localizava a Estação Heliópolis
Imagem

Não ficamos muito tempo. Ainda faltavam muitos quilômetros até Cava e o nosso planejamento era chegar lá às 12:00. Perguntamos a moradores e seguimos até Itaipu, ainda no município de Belford Roxo.

Não restou nada em Itaipu. Perguntamos a algumas pessoas e todas nos informaram que a estação foi demolida. Nossa última informação foi com um senhor chamado Bira, que estava completamente bêbado às 10:00 da manhã e apesar da sua boa vontade (e da nossa), suas informações não serviram de nada para conhecer o local onde ficava a estação.

A única coisa que lembra a ferrovia é o aqueduto. Encontramos mais tubulações em Itaipu.

Foto 8: Foi bom ter encontrado essas tubulações. Nós nos perdemos em Itaipu e esse era um forte indício de que a ferrovia passava por aqui
Imagem

Foto 9: Essa construção faz parte do aqueduto
Imagem

Foto 10: A tubulação cortando mais um córrego
Imagem

Foto 11:
Imagem

Foto 12: Córrego sob a tubulação
Imagem

Foto 13:
Imagem

De fato existe uma pequena ponte ferroviária nas proximidades deste trecho, contudo só notamos isso voltando de ônibus, indo para a Estação Nova Iguaçu. Estávamos tão perdidos com informações erradas que tomamos um caminho diferente, mas no final acabamos chegando na próxima localidade onde houve uma estação: Miguel Couto, já no município de Nova Iguaçu.

Miguel Couto é um bairro bastante desenvolvido, então não foi difícil encontrá-lo. Chegando lá fomos informados por uma mulher que a estação fora demolida e em seu lugar existe uma praça. Foi mais um triste cenário.

Foto 14: Praça do Retiro, em Miguel Couto. Aqui ficava a estação
Imagem

Foto 15: Do outro lado da praça existe uma construção da CEDAE (provavelmente tem a ver com o aqueduto). Nela encontramos esta placa
Imagem

Foto 16: Então... Provavelmente a demolição se deu em 2002
Imagem

Mais uma vez pedindo informações seguimos até Figueira. Passamos por dentro do Mercado Popular de Miguel Couto e pedimos informação a um senhor que por acaso estava indo para Figueira. Ele nos acompanhou até lá em uma caminhada de aproximadamente meia hora.

Foto 17: No trecho entre Miguel Couto e Figueira, mais uma vez encontramos uma pequena ponte ferroviária sobre um córrego
Imagem

Foto 18: Ao lado uma outra ponte que aparenta ser da época
Imagem

Foto 19: Córrego, sob a ponte
Imagem

Foto 20: Mais uma da pequena ponte ferroviária
Imagem

Finalmente chegamos a Figueira. Após nos despedirmos do senhor que nos acompanhou, confirmamos com outros moradores que a Estação Figueira foi demolida.

Foto 21: Mais um crime contra a nossa história, mais uma praça tomou o lugar de uma estação e nem sequer existe menção à Estação Figueira
Imagem

Foto 22: Fomos informados que a estação se localizava próxima a este campo de futebol, na praça
Imagem

As gerações mais novas nem sequer fazem idéia de que por aqui passou uma próspera ferrovia, e que com segurança e rapidez, hoje em dia se a ferrovia ainda existisse, a ligação com Belford Roxo e até mesmo com a Central do Brasil se daria de forma muito eficiente.

Mas independente de discussões se a ferrovia possuía demanda ou não para sobreviver (pela densidade dos lugares que passamos eu até acredito que sim), uma imensa lástima é que definitivamente essas prefeituras jogaram parte do seu passado no lixo ao não preservarem as estações Areia Branca, Heliópolis, Itaipu, Miguel Couto e Figueira. Colocaram praças no lugar das estações. Será que era muito difícil preservar a antiga estação mesmo construindo uma praça ao seu redor? Não dava pra ter as duas coisas coexistindo? Uma grande vergonha para as gestões responsáveis pela demolição de parte valiosa da sua própria história em Belford Roxo e Nova Iguaçu.

Já eram 11:40 e o sol estava forte. Seguimos até a Estação Cava, a única estação de pé que existe até hoje no trecho a partir de Areia Branca.

Créditos

Texto: Renan Souza
Fotos: 1-22 por Renan Souza
Contribuições: Guilherme Pinho

Avatar do usuário
Michel Soares
Usuário Prata
Mensagens: 77
Registrado em: 17 Set 2011, 01:02

Re: [EF Rio do Ouro] Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Mensagem por Michel Soares » 16 Jul 2014, 23:21

O que restou desse trajeto foi o do ônibus 423 Pavuna x Tinguá, que tem o mesmo traçado da ferrovia até seu ponto final em Tinguá.

Adenilson
Usuário Diamante
Mensagens: 1052
Registrado em: 14 Set 2011, 08:11

Re: [EF Rio do Ouro] Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Mensagem por Adenilson » 18 Jul 2014, 09:07

Renan: Li atentamente esse relato fantástico realizado no trecho entre Areia Branca e Figueira.

O que me chamou a atenção foi o seguinte: Se pelo menos uma das estações ou até outras foram demolidas em 1996, então fica muito mais fácil conseguir fotos das mesmas com moradores da região, principalmente comerciantes.

Talvez até na prefeitura. Outra questão a saber é que hoje Belford Roxo é independente, mas em 1996? Será que tudo pertencia a Nova Iguaçú?
Qual desses locais hoje pertence a Nova Iguaçú?

Imagino que não deva ser difícil conseguir fotos anteriores a da construção da praça com as estações.

Dá também para saber qual o prefeito foi responsável, caso tenha sido iniciativa da prefeitura, pela demolição da estação e divulgar o nome do "profanador".

Não necessariamente, o prefeito que inaugurou, demoliu a estação e não queremos ser injustos.

Outra sugestão é que nessas expedições, fundalmentalmente na Rio D'ouro, se levem coordenadas com os locais exatos das estações, pois temos plantas de 1917 com todos os ramais e subramais da Rio D'ouro, podendo ser feitas superposições.
Hoje dá para cravar com margem de erro mínima, o local de todas essas estações. okk

Avatar do usuário
DadoDJ
Administrador
Mensagens: 3386
Registrado em: 12 Set 2011, 21:27
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

Re: [EF Rio do Ouro] Estações Demolidas: Areia Branca x Figueira

Mensagem por DadoDJ » 18 Jul 2014, 22:56

A cidade de Belford Roxo foi emancipada em 1990, Adenilson.
Você me lembrou dois detalhes importantíssimos ! Primeiro o fato das estações terem durado até a década de 1990 aproximadamente (tirando Miguel Couto, que pelo o que parece, ainda encontra-se de pé e nem a prefeitura sabe disso ... temos que confirmar isso); segundo pelas plantas da EFRO antigas e detalhadíssimas. Acho que ainda faltam algumas a serem postadas, vou verificar.
A partir da terceira semana de agosto devo estar menos atarefado, e tentarei empreender uma força tarefa para colocar todos os tópicos do fórum em ordem. Meio loucura, pois estou fazendo o site também, e pretendia termina-lo até setembro (quando o fórum completa 3 anos), mas acho dificil que consiga fazer tudo a tempo ...
Além disso, terei novidades em breve !
Trilhos do Rio também está no:
Twitter
Facebook (Perfil)
Instagram
Flickr
Youtube
Acessem já !

Responder

Voltar para “Linha tronco: Trecho Belford Roxo - Represa”