Quem somos

SOBRE A ASSOCIAÇÃO FERROVIÁRIA TRILHOS DO RIO
A Associação Ferroviária Trilhos do Rio tem no seu slogan a seguinte frase, que resume todas as nossas atividades, intenções e projetos: “Passado, presente e futuro: tudo na mesma linha !”. Mas, do que se trata ?
PASSADO: preservação histórica e ferroviária; manutenção e restauração de bens e do patrimônio e mobiliário; busca e pesquisa sobre o passado das ferrovias e a vida vivida no passado; coleta e aquisição de material para preservação; registro de imagens, áudio e vídeos, depoimentos, testemunhos e oralidades em geral; disseminação para preservação e manutenção da cultura ferroviária, etc
PRESENTE: acompanhamento do cotidiano do sistema diariamente; contatos e sugestões às concessionárias; diálogos com usuários do sistema; elaboração de relatórios e de acompanhamento do funcionamento; formação de parcerias, elaboração de material informativo; etc
FUTURO: criação de projetos para reativação de ferrovias desativadas ou erradicadas; estudos e projetos para criação de novas linhas; restauração de mobiliário para criação de Centros de Cultura, etc

HISTÓRIA DA AF TRILHOS DO RIO
Some paixão, curiosidade e interesse com doses de inconformismo, revolta e pesquisa. Adicione “conhecimento fora da caixinha”, independência, vivência, amizade, sinceridade e respeito. Misture tudo em locais como redes sociais, fóruns e comunidades online e deixe crescer. Mais ou menos assim que a AF Trilhos do Rio teve seu início: a partir de grupos de amigos e conhecidos primeiramente virtuais e posteriormente presenciais, que por interesse e conhecimento adquirido na área de transporte, na maior parte sobre trilhos, pesquisavam e debatiam online, aos poucos foi se formando o grupo que hoje é a AFTR.
Várias comunidades do finado Orkut, rede social muito comum no Brasil, reuniam membros que debatiam sobre o assunto. Fóruns online como o SSC e o TGVBR foram o embrião da AFTR, particularmente este último. Sites como o “Estações Ferroviárias do Brasil” reunia e ainda reúne informações sobre a maioria das ferrovias do país. Uma referência no meio, que norteia nossas pesquisas e nos possibilita obter mais conhecimento. Pelas fotos de estações, fotografadas por intrépidos colaboradores, podíamos saber quem era quem no universo da fotografia ferroviária. Através das páginas do site, tínhamos total noção da destruição da história do meio de transporte que fez o país crescer. E isso não dá pra deixar quieto.
O TGVBR reunia muitos destes fotógrafos e visitantes dos sites ferroviários, onde debates e ideias surgiam o tempo todo. A partir deste fórum encontros e caminhadas eram organizados. Só que começaram a surgir problemas técnicos, o servidor saía do ar, demorava a voltar, e nesses períodos ficávamos de certa forma órfãos de um lugar para conversarmos. Em 2009 o atual presidente da AFTR Eduardo (mais conhecido como ‘Dado’) realizou caminhadas e gravações em vídeos de trechos ferroviários e nomeou esses vídeos como uma série chamada “Trilhos do Rio”. Com a aparente queda por tempo indeterminado do servidor do fórum TGVBR decidimos criar um fórum próprio.
Assim, no dia 12 de setembro de 2011, foi criado o fórum de debates Trilhos do Rio. A partir daí novos e variados canais e mídias online foram criados. Facebook, Youtube, Twitter … e não paramos mais de crescer. Em 2014 a AFTR foi formalizada juridicamente, temos CNPJ e sede própria,e muitas ideias e projetos na mente. Mas ainda temos um caminho longo pela frente, vamos juntos ?

DIRETORIA AFTR
Nossa diretoria, de acordo com o estatuto, é composta por:
  • PRESIDENTE
  • VICE-PRESIDENTE
  • SECRETÁRIO-GERAL
  • TESOUREIRO
  • PRIMEIRO CONSELHEIRO FISCAL TITULAR (PRESIDENTE DO CONSELHO)
  • SEGUNDO CONSELHEIRO FISCAL TITULAR
  • TERCEIRO CONSELHEIRO FISCAL TITULAR
  • PRIMEIRO CONSELHEIRO FISCAL SUPLENTE (SECRETÁRIO DO CONSELHO)
  • SEGUNDO CONSELHEIRO FISCAL SUPLENTE (SECRETÁRIO DO CONSELHO)
Primeira diretoria: mandato 2014-2017
Segunda diretoria: mandato 2017-2020
Terceira diretoria: mandato 2020-2023

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Este conteúdo não pode ser copiado assim. Caso use o arquivo, por favor cite a fonte.