Expresso Carioca, o Aeromovel do Rio de Janeiro

Tempo de leitura: 11 minutos

Por Mozart Rosa

O Expresso Carioca é uma ideia de aplicabilidade do sistema Aeromóvel, por sua vez descrito em detalhes em nosso artigo anterior (Não leu? Clique aqui!), sendo que neste caso o projeto seria realizado no Rio de Janeiro.
Para saber mais continue lendo este artigo até o fim.
Desejamos a todos uma boa leitura !

 


CARACTERÍSTICAS ÚNICAS DO EXPRESSO CARIOCA

Antes de tudo deixaremos claro que o Expresso Carioca só sairá do papel caso a Petrobras e as companhias aéreas participem dele. E existem bons motivos para isso, detalharemos todos eles.
O Expresso Carioca pretende ter três características, totalmente inovadoras em relação a qualquer projeto de mobilidade em curso ou já executado no Brasil.

——————————————————————————-

>> Característica 1 – Uso de veículos executivos

Veículos de uso exclusivo da Petrobras, para transporte de funcionários e visitantes entre unidades, e entre as unidades e aeroportos. A empresa gasta uma soma considerável de dinheiro com o transporte de funcionários e visitantes nos deslocamentos abaixo:

  • Aeroporto do Galeão x Reduc
  • Aeroporto do Galeão x Cenpes
  • Aeroporto Santos Dumont x Reduc
  • Aeroporto Santos Dumont x Cenpes

Deslocamento este que gera transtorno e prejuízo, por desperdiçar tempo precioso nos frequentes engarrafamentos da Linha Vermelha e da rodovia Washington Luiz. Ao participar desse projeto a Petrobras pode ter um veículo próprio exclusivo para fazer esse translado, o que diminui os custos de transporte, racionaliza e garante a eficiência e a rapidez no transporte de seus funcionários e clientes com conforto.

Instalações da Petrobras em Duque de Caxias – Reduc
Foto: Technobras

Com o Expresso Carioca funcionando um cliente externo ou qualquer autoridade em visita às unidades da Petrobras, ao chegar no Aeroporto do Galeão, entrará em um veículo exclusivo e descerá dentro da Reduc ou do Cenpes com todo conforto e segurança. Esse veículo de propriedade da Petrobras ficaria parado à disposição da Petrobras em um espaço próprio a ser construído no Cenpes ou na Reduc e seria acionada sempre que preciso para transporte de funcionários entre essas unidades. A critério da Petrobras ela pode ter também um veículo de carga para transferir pequenos equipamentos entre essas unidades, ou retirar cargas na estação de Cargas Rodrigues Alves. E além disso esses benefícios podem ser estendidos a Fronape no Caju.

Fonte: Flickr

——————————————————————————-

>> Característica 2 -Veículos de Carga

Além do veículo de carga exclusivo da Petrobras a concessionária responsável pelo Expresso Carioca pode ter um veículo que atenda as empresas existentes, próximo ao traçado do Expresso Carioca, se beneficiando da Estação de Cargas Rodrigues Alves ou de cargas recebidas nos aeroportos.
Originalmente em 1974 a ideia era um trem de carga acessando o aeroporto do Galeão. Atualmente pode existir um Aeromovel de carga do aeroporto do Galeão para uma estação de carga construída próximo a Washington Luiz ou próximo a rodovia Rio-Teresópolis, possibilitando acesso ao Arco Metropolitano e criando uma estação Rodoaeromovelviaria (sabemos que o nome é esquisito e aceitamos sugestões, mas é uma ideia inédita).

: :  Mais uma vez a AFTR inovando, criando tendências e apresentando soluções : :

——————————————————————————-

>> Característica 3 – Veículos para transporte entre aeroportos

Alguns anos atrás uma criadora de cães foi participar de um evento com seu pet campeão e, ao voltar para o Rio e por conta da chuva diluviana que caía na ocasião, seu voo foi transferido do Santos Dumont para o Galeão. Mas seu carro estava no estacionamento do Santos Dumont, afinal era uma apresentação rápida. Foi disponibilizado para ela uma passagem em um Frescão (ônibus rodoviário, com ar-condicionado) que faz regularmente a linha Galeão x Santos Dumont e lá foi ela com seu cachorrinho em busca do carro. Acontece que (aparentemente Noé estava fazendo um test-drive no Rio de Janeiro, preparatório para o fim dos tempos ou o dilúvio – parte II já que a chuva torrencial nem diminuía) ela levou 2 horas entre o Galeão e o Santos Dumont de ônibus enquanto foram só 40 minutos do Rio para São Paulo de avião. Isso sem falar na maquiagem borrada, cachorro enxarcado … e a chuva ? Não parava. Depois desse dia infernal (para constar, o cachorro também não ganhou nada em SP) ela resolve entrar na justiça contra a companha aérea. Para quem não conhece o fórum da Ilha do Governador, pergunte a um mineiro onde fica qualquer lugar e o “logo ali” que ele candidamente responder será mais perto que esse fórum.

Visão parcial do interior do Aeromovel
Foto: Leandro Castro

Isso também gera para as empresas aéreas uma dor de cabeça incômoda, também ajudando a gerar interesse para apoiar a construção do Expresso Carioca. Pense em quantas vezes o embarque e desembarque de passageiros tem seu local alterado devido às condições climáticas, dentre outros fatores ?
Ao apoiarem, com participação acionária esse projeto, as companhias aéreas de uma hora para outra vão ver aquela enormidade de processos solicitando indenização, por situações como a citada acima, praticamente desaparecerem.
Em ramais exclusivos dentro dos aeroportos ficariam estacionados veículos para uso exclusivo das companhas aéreas, pronto para essas situações. Veículos com interior especial com porta bagagem e outras utilidades específicas, prontos para fazerem uma viagem expressa ponto a ponto. Existindo uma necessidade a companhia aérea solicita ao CCO da concessionária o uso do veículo próprio estacionado, para fazer o transfer executivo entre aeroportos. Isso muda toda a dinâmica das companhias aéreas. Uma novidade a ser analisada com carinho pelo pessoal de operações dessas companhias.

Em Paris, na França, a estação ferroviária do aeroporto Charles de Gaulle possibilita, através de trens, se alcançar o aeroporto Orly  que fica distante cerca de 40kms.
Foto: Wikipedia

Aqui vai uma ideia da equipe da AFTR certamente inédita no Brasil: as companhias aéreas ao abraçarem a ideia do Expresso Carioca, com a existência de uma composição expressa fazendo o serviço entre aeroportos, podem mudar toda a logística de transporte de passageiros por aviões, onde as conexões poderiam passar a ser feitas entre dois aeroportos. O aporte financeiro da Petrobras, que será enormemente beneficiada com redução no custo de transportes, bem como a participação de algumas empresas aéreas e também a participação de empresários ligados ao setor rodoviário, facilita a engenharia financeira que viabilizara ao Aeromovel Expresso Carioca sair do papel.

Aeromovel no Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre-RS
Foto: Leandro Castro (2015)


NÚMEROS PARA O AEROMOVEL

Sobre a ligação Aeroporto do Galeão x Reduc, prevista no Projeto Aeromóvel em sua Linha 1-Tronco, e observando-se apenas os números da população local do trecho, não se recomendaria a construção de uma linha de transporte de massa, mesmo que de pequena ou média capacidade, como o Aeromóvel.

BAIRRO POPULAÇÃO
Campos Elíseos 19.168
Jardim Gramacho 52.448
Cavalheiros 40.255
TOTAL 111.871


Entretanto o objetivo não é apenas servir a população local, que está incluída obviamente, mas também atender todo um conjunto de possibilidades apresentadas, principalmente no entorno da REDUC.

Sobre a Linha 2 ligando o Shopping Nova América à Ilha do Governador temos os seguintes números relativos à sua população:

Ilha do Governador 211.018
Complexo da Maré 129.770
TOTAL 340.788

Todos os dados populacionais são do IBGE de 2010, segundo nosso técnico Rodrigo Sampaio. Baseado na análise desses números, e nas variáveis envolvidas, é possível prever ao sistema operar dentro da meta máxima de 30.000 passageiros/hora.

Falaremos agora sobre as demais linhas incluídas no projeto do Aeromovel Expresso Carioca:

——————————————————————————-

LINHA 2
Shopping Nova América x Ilha do Governador

Originalmente o projeto do Metrô-RJ, em uma de suas diversas linhas, previa uma linha subterrânea saindo de Maria da Graça e passando por baixo de onde hoje fica o Shopping Nova América. Após uma curva sairia próximo a antiga Fábrica da Coca Cola na Av. Itaóca, e seguiria em via elevada em paralelo a esta via, cruzando a estação de trem de Bonsucesso e fazendo integração com ela. Em seguida cruzaria a Av. Brasil e chegaria à Ilha do Governador passando por toda a Estrada do Galeão e finalmente chegando à Portuguesa, podendo se prolongar até outros bairros da Ilha.

Em 2008 a Supervia apresentou essa proposta, sendo que o trajeto seria feito por trem, construindo uma linha saindo da estação Bonsucesso (clique aqui para ler a notícia).

Mapa mostrando o projetado ramal da Supervia partindo da estação de Bonsucesso e adentrando a Ilha do Governador
Fonte: Supervia

: : Por que não construir esse trajeto com o Aeromovel? : :

Mais barato e mais rápido de construir, em um trecho onde a demanda pode ser atendida com o uso do Aeromovel.

——————————————————————————-

LINHA 3
Vila São Luiz

De uma estação de dois andares na estação Parque Gráfico pode ser construído um pequeno ramal que cruze a Rodovia Washington Luiz, podendo ter uma estação atendendo ao Caxias Shopping, e chegando à Vila São Luís com a possibilidade de ter uma ou duas estações ainda pelo percurso.

Acreditamos que poderá interessar aos empresários do setor rodoviário participar desse empreendimento face ao baixíssimo custo de manutenção do Aeromovel.

Para quem tem em sua planilha de custos itens como diesel, pneus, suspensão, além dos diversos itens componentes de um motor a diesel, ter como fonte primaria de combustível energia elétrica e vento é algo a se considerar.

Sobre a Ligação Parque Gráfico x Vila São Lúis temos os seguintes números relativos à sua população, para relembrar:

BAIRRO POPULAÇÃO
Vila São Luis 29.716

TOTAL

29.716

As informações referentes ao volume de uso desse pequeno ramal, bem como do uso da estação Gramacho, na linha 1, também foram tabuladas pelo nosso técnico, e estão dentro dos limites suportados pelo modal

——————————————————————————-

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

  • Os Ventiladores necessários ao funcionamento dos veículos são fabricados no Rio de Janeiro, em uma fábrica no Mercado São Sebastião. Os veículos do Aeromovel serão fabricados na fábrica da Marcopolo em Xerem, que poderá vir a ser reativada para fins específicos desse projeto;

Fábrica da Marcopolo em Xerém, Duque de Caxias.
Fonte: Revista do Ônibus

  • Em um estado em franca decadência econômica, a construção do Aeromovel propicia a GERAÇÃO DE EMPREGOS qualificados. Mais empregos para o nosso estado, mais empregos para nossos cidadãos;
  • O Rio de Janeiro pode construir um novo sistema de transporte de média capacidade, mas de enorme eficiência e de Tecnologia Nacional;
  • Pode servir de vitrine e podemos exportar isso para outros estados e outros países, mantendo aqui a fabricação e a geração de empregos;


Vídeo institucional da Coester, criadora do sistema Aeromovel
Fonte: Youtube

  • Construímos no Rio um dos sistemas de VLT mais eficientes do mundo para servir de vitrine para fabricantes de outros estados. Isso poderá ser ampliado, tanto como exemplo para outros lugares como para aplicações aqui mesmo no Rio de Janeiro;
  • É um projeto que trará dividendos políticos elevados para qualquer político que o adotar. Pelas características do sistema, boa parte da linha 1 pode ser concluída em menos de 4 anos.

Vídeo publicitário do modelo de Aeromovel produzido pela Marcopolo
Fonte: Marcopolo

Mais informações para embasar esse projeto estão em poder da AFTR e serão disponibilizadas a pedido de autoridades governamentais ou de empresas interessadas em levar o projeto adiante.

Gostou? Curtiu ? Comente ! Compartilhe !
Agradecemos a leitura. Até a próxima !

Imagem em destaque: Aeromóvel em Porto Alegre-RS. Imagem de Leandro Castro
(A opinião constante deste artigo é de inteira responsabilidade do autor, não sendo, necessariamente ou totalmente, a posição e opinião da Associação)

 2,937 visualizações no total,  2 visualizações hoje

Comente via Facebook
Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

One thought on “Expresso Carioca, o Aeromovel do Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo não pode ser copiado assim. Caso use o arquivo, por favor cite a fonte.